terça-feira, 22 de outubro de 2013


Gente grande

40

 Sempre quis saber como era ser adulta, imaginava que tudo ia se resolver quando eu completasse 18 anos, imaginei que ter 18 anos bastaria mas, não imaginei o que aconteceria depois. Fiz 19 anos, obviamente e pude perceber tantas diferenças em mim (mas, principalmente nos outros). Percebi que depois que se faz 15 os anos seguinte tendem a passar muito rapidamente, “como num piscar de olhos” era o que me diziam e eu achava metaforicamente muito exagerado.

Em um dia desses em que você acorda, mas, parece que continua dormindo, parei pra pensar. Abrir o facebook e a primeira coisa que vi na minha timeline foi umas meninas de 13 anos se gabando, mostrando suas latas de cervejas e pelo que deu pra perceber estavam atualizando seus status embriagadas, eu não curti isso. Tenho 19 anos e nunca coloquei uma gota de álcool na boca e não acho que precisarei disso só para mostrar que já estou na fase adulta, crescer não é se tornar uma criança irresponsável, você não precisa “fazer coisas de adulto” para mostrar que não é mais criança, porque assim, você só mostra o quanto ingênuo ainda é.

Essa pressa para se tornar adulto faz você pular etapas de sua vida que você sentirá falta futuramente e talvez essa ausência da infância não vivida, te torne um adulto infantil. Ser gente grande só tem graça se de fato você foi gente pequena também, porque lá na frente você vai lembrar que era bom banhar na chuva, sentir o cheiro da terra molhada, voltar pra casa (e como diria minha mãe “parecendo um pinto molhado”) e pegar um resfriado. Porque até adoecer na infância era bom, ter toda atenção da sua mãe e tomar seus chás horríveis (e ainda sim era bom), porque crescer é ir para o hospital, afinal, você já é “gradinho”. Mas, na verdade é que eu ainda tenho ou já tenho 19 anos e ainda tenho medo de ir sozinha a cozinha depois de ter assistido um filme de terror, tenho medo de cobra, rato, nojo de barata... Ainda tenho medo, crescer não é ser mais forte, só mais experiente.

Quando percebi que já era gente grande? Bom, foi quando percebi que meus amigos que estavam comigo o tempo todo só estava comigo nos finais de semanas, porque gente grande tem responsabilidade, tem que ter emprego e entrar na faculdade. Mas crescer não é ruim, é a ordem do processo natural. Crescer te permite o amadurecimento e conquistar a tal da “independência”, voltar pra casa sem ter hora marcada, usar um salto agulha de 15 cm pra ficar mais feminina. É trancar no quarto e chorar após ter brigado com o namorado e dizer “tá tudo bem, é só dor de cabeça por causa da ressaca”. Talvez crescer para alguns é aprender mentir melhor, talvez.

Mas, apesar de ter meus 19 anos, eu ainda volto antes das 00h00min e sempre encontro minha mãe deitada no sofá me esperando (sabia que ela só dorme depois que eu chego em casa?), ela me faz lembrar quando eu dormia no sofá e acordava na cama. Aquele tempo em que eu sonhava em comer um pedaço de nuvem, mas, nuvens não são pedaços e nem tem gosto de algodão doce, o homem do jornal disse que de perto elas parecem fumaça, trágico né? Eu sei, tem gente que só cresce depois de desacreditar e acordar de uma ilusão.

Tem gente grande que gosta de brincar de ser criança, sabe pique esconde? Elas te cativam e somem, aê você vai atrás, liga, manda msg, skaltea o facebook, twitter até perceber que ela (a pessoa)  não quer ser encontrada e acaba a brincadeira. Porque algumas pessoas parecem nuvens, de longe são bonitas e de perto são vazias que nem fumaças. E finamente depois de um tempo e com o tempo, você encontra uma pessoa com a alma leve e colorida que te mostra o arco-íris depois da tempestade e que te faz sorrir para as nuvens e lembrar que ser gente grande (apesar de tudo), também é brincar de colorir.



40 comentários:

Raquel Pereira disse...

Depois dos quinze.. Haha' cheguei nos 16 rapidinhos, tô com medo de crescer rs'

http://historiaimperfeita.blogspot.com.br/

Maria Clara disse...

Esse texto me lembra o nome "Depois dos quinze", ótimo post


Blog
1° sorteio do blog


Re_becah disse...

adorei o texto flor! as comparações, os comentários, concordo!!

Muito obrigada por comentar no meu blog!
Sempre que atualizar me mande um recado no meu blog, que virei aqui comentar! Fica mais fácil para eu não esquecer e sempre estar aqui mantendo contato! ;)

Beeeijooos, @re_becah

blogdareh.com.br

youtube.com/blogdareh

facebook.com/blogdareh

Anônimo disse...

O texto não tem nada haver com o blog

Kassya Araújo disse...

Não é pq eu citei ("Percebi que depois que se faz 15 os anos seguinte tendem a passar muito rapidamente ") que tem haver de fato com o blog "depois dos quinze", ñ tem nada haver

Carolina Lima disse...

Que texto lindo! Reflete um pouco meu estado também.
beijooos e saudades de ti.

http://oicarolina.wordpress.com

Lynce disse...

De facto ser adulta(o) é uma complicação dos diabos...eu dava tudo (ou quase tudo) para voltar a ter 20 anos, mas o relógio do tempo não para...
:)))

Simples e Agradável Blog (Pamela Paz) disse...

Lindo texto, algo que todas as adolescentes pensam, eu mesma já passei por isso nesta fase.E quando chegamos a certa idade, pensamos em voltar quando eramos mais novos.

http://simpleseagradavel.blogspot.com.br/

Adriana Leandro disse...

Amei o texto. Tem muito adolescente por ai querendo ser adulto e acham que conseguem isso mostrando que já bebem álcool e podem fazer o que querem. Parece que vivem numa ilusão. Bjus!

galerafashion.blogspot.com.br

Fábio Murilo disse...

Lindo, Kassia! Comovente! Você escreve muito bem menina, chorei, emocionado, ao ler teu texto, juro que chorei.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

Sarah Leticia disse...

Eu sempre me pergunto algumas coisas que citou , até .
Mas ainda tenho vontade de chegar nos tão sonhado 18 ano rs
http://sonhando-porai.blogspot.com.br/

Gugu Keller disse...

Só tornamo-nos de fato adultos quando nos compreendemos para sempre crianças.
GK

Lulu on the Sky disse...

Que texto bacana
Big Beijos

Alzileide Mendonça disse...

algumas idades marcam, né? 15... 18... 25... 30...

tô chegando nos 30! faz parte da vida! :)

www.deliriosdepaty.blogspot.com
www.facebook.com/deliriosdepaty
instagram: @deliriosdepaty

Just me disse...

Adorei o texto, e sinto a mesma coisa sobre as pessoas se gabarem pelas coisas erradas, acham q crescer é encher a cara e fazer essas coisas bobas. Com 13 anos ainda pensava em brincar! haha Temos q aproveitar cada fase e não pular nenhuma!
Bjs

http://achadosdamila.blogspot.com.br

Suzana disse...

Que lindo texto! Aos 15 tudo é eterno... Mas passa! E passa rápido, já estou com 16, e desejava ter 15 para sempre... Quanto à seu entendimento de "adulto", tenho que assinar em baixo! Não é chegar em casa depois da meia noite ou ficar postando foto embriagada.. haha Até porque hoje em dia até gente da minha idade faz isso :s

www.adolecentro.com

Stephanie disse...

Adorei o texto!!! Sempre sonhei em chegar aos 18, mas passou tão rápido e agora tenho saudades dessa época gostosa e sem preocupações :)

Beijos, Té
bloglola.com.br
Instagram: stephanieparizi

Ps: meninas, tem SORTEIO novo no AR!! Quer ganhar as réplicas das paletas da Naked mais queridinhas do momento?! Então venha participar, é super fácil :)

Leidiana Pereira disse...

Que texto lindo!
Lembrei dos meus tempos de 15 e 16 anos... hoje estou com 20 e estou tendo esses "complexos" de gente grande agora, acredita? rsrs
Beijos minha linda. ♥

Ó tô em dúvida disse...

Adorei o texto, de verdade <3 Ah eu tenho 15 anos e admito, já torci demais para ter meus 18... só para voltar para minha cidade natal haha Porém, nunca fui de adiantar as fases da minha vida. Acho que o legal da vida, sem querer parecer clichê, é ter a chance de aproveitar cada momento, que vai ser único!
Beijos - http://otoemduvida.blogspot.com.br/

Thayse Stein disse...

Também acho idiotice algumas coisas de adultos e que pessoas adultas tanto se gabam! Eu nunca fiquei mal de bêbada, nem vomitei, essas coisas todas. Acho meio ridículo e acho que a pessoa fica completamente vulnerável e dependente dos outros nessa situação decadente.


Beijos
Brilho de Aluguel

TOM MORAIS disse...

Concordo muito com a ideia de que "fazer coisas de gente grande" somente mostra o quanto ingênuo você é, e realmente acho isso muito ridículo. Me identifiquei muito com seu texto 9muito embora só tenha 14 anos). Realmente adorei.
cronicasdeumlunatico.blogspot.com.br

Vanessa Vieira disse...

Olá Kassya, Percebo que temos muitas coisas em comum. e uma delas é esta reflexão sobre dar a devida importância ao fato de crescer e ser responsável. De crescer e não deixar de ser. Eu tenho a vida como um livro onde vou escrevendo minhas histórias... São tantas... São muitas... E quando paro para relembrá-las vejo que vale muito a pena viver!!!

Beijos pra você
http://pensamentosvalemmaisqueouro.blogspot.com.br/

Carla Wolf disse...

Eu tenho a síndrome de Peten Pan, sério. Nunca quis crescer, é assustador estar com 18 anos fazendo faculdade e procurando emprego, era tão bom dormir no sofá e acordar na cama.
vestindo-ideias.blogspot.com.br

Gabriele Santos disse...

Que texto lindo. Muito bem escrito. Meu deus quanto tempo não lia nada assim? rsrs
Gostei muito e acredito que devemos buscar o equilibrio entre as duas fases.
Ser gente grande mas não perder o encanto e a leveza de gente pequena.
http://www.viciodiario.com/

Ke disse...

nossa, bem oq eu penso, nao curto essa ideia de adiantar a vida, acho q tudo tem q ser com calma, tenho 19 e queria voltar aos meus 16 :(
beijos, Kellen
http://pedacosdelembrancas.blogspot.com.br/

Gabriela Gomes disse...

Que texto mais lindo esse! Em relação as meninas de 13 anos, eu nem julgo mais, eu quando tinha uns 12 anos ficava furiosa quando alguém dizia que eu era muito novinha, eu queria a todo custo parecer adulta, tinha vergonha de sair com a mãe (que hoje considero uma amiga pra mim, e adoro sair com ela), fingia não gostar de coisas fofas (como bichinhos de pelúcia, que eu amo *-*), namorava um idiota só pra dizer que tinha namorado, e me lembro que uma vez na escola cheguei a deixar cair de proposito um absorvente só pra verem que eu já era "mocinha" kkk enfim, hoje não consigo entender como aquela gabi tão bobinha pode ser a mesma gabi de hoje kk Por isso acho errado julgar, vejo garotas da minha idade (15 aninhos) dizerem "essas crianças de 12 anos" sendo que com 12 elas faziam de tudo pra se firmar adulta kk Eu não julgo, acho que é uma fase e grande parte das pessoas passa por essa fase, mas lógico, não deve haver exageros, postar foto bêbada no face já é demais kk Eu bebo de vez enquanto, mas muito pouco e raramente, e na maioria das vezes em casa, com a minha família, e isso quando eu gosto da bebida, acho que isso é algo pessoal que não tem necessidade de esfregar na cara das outros; Lógico, ir á um barzinho com os amigos e tirar fotos que apareçam latinhas de cerveja, é uma coisa (dependendo da idade da pessoa, é claro kk), agora, ficar tirando trocentas fotos assim só pra se exibir acho totalmente sem noção; Que nem minha mãe dizia: " pegar geral e se embebedar são coisas que até retardados fazem, esse tipo de coisa não faz de ninguém mais maduro". Adorei o seu texto, muito bom mesmo!
www.espacegirl.com

Kassya Araújo disse...

Amei ler todos os outros comentários, vários me chamaram atenção, inclusive o seu Gabriela que não pude deixar de notar. Gosto de vê cada vez mais leitores darem suas opiniões sobre o que eu escrevo e nem sempre concordar, claro. ♥

Amanda Soldi disse...

Menina, vc escreveu tudo q eu penso sabe, realmente dps dos 15 passa voando, nem acredito q já vou fazer 21!!! e mesmo assustada com o tempo passando rapido acho q o que importa é o q ta dentro da gente! o que carregamos :D
Beijos,

Amanda
www.holybride.blogspot.com

Natty ♥ disse...

Adorei o texto, muito bom, me fez refletir!
Beijão.
contornoperfeito.blogspot.com.br

princessandfashion disse...

Que lindo! *.* Esse texto foi um 'alimento" para mim hoje... pois concordo com cada frase. Ser adulto é nunca perder nossa essência mais profunda e ninguém precisa mostrar aos demais que cresceu. Quando amadurecemos, isso fica evidente.
E a vida ainda é um longo caminho, isso significa que muitos e muitos conhecimentos novos ainda estão nos acenando nessa estrada, apenas aguardando o momento certo para serem revelados...
O aprendizado é eterno.
abraços!

http://princessandfashion.wordpress.com

Jessica Mendes disse...

Adorei teu texto, é bem assim como me sinto (senti) quando entrei nessa fase. Fico horrorizada ao ver meninas de 13-14 anos brincando de serem adultas e eu aqui correndo com medo do escuro ç_ç
Ser gente grande não é fácil, é preciso saber se virar só, tomar suas próprias decisões e encarar as consequencias.
http://www.valeuapenaesperar.com/

Hellz. disse...

Verdade...
eu também pensei que aos 18 minha vida encaixaria inteira e que eu ia finalmente viver do jeito que eu sempre quis.
Eu nem sabia que a complicação tava apenas começando...
beijo

Raquel disse...

ah que saudade dos meus 20 anos!! hahahaha

se liga no meu novo endereço:
http://confissoesdebar.blogspot.com.br/

Mariana Vicente disse...

Eu tenho 18 e está acontecendo a mesma coisa comigo rsrs... uma parece xerox da historia da outra hehe
Cuido de adolescentes na minha e sempre falo para eles curtirem essa fase, porque é como você disse mesmo.. ser gente grande só tem graça se você foi gente pequena também! *-*
beijos

Já divulgou seu blog hoje?
Divulgueaqui.com
Blog Flicka / Fan Page / Canal

Larissa disse...

Sim, eu lembrei do Depois dos Quinze rs
Mas enfim, eu meio que era ansiosa por essa coisa de crescer. Tinha 12 e queria fazer 15. Nos 15, queria ir logo pros 18 e agora, só queria voltar aos 12. O tempo passa rápido e eu estou meio que nem tu ahahahahaha
Minha mãe sempre falou para aproveitar.

Beijão.
Larissa

- Vitamina de Pimenta -

Aline Teles disse...

Amanhã é o meu aniversário. Lendo o seu texto fiz uma reflexão. Estou com meu vintes e não tão poucos anos. Realmente, depois dos 15 voa. E devemos aproveitar cada instante. Quando os mais velhos falam em aproveitar a juventude, pode ter certeza eles estão certos. Beijos.

Gih disse...

Logo que fiz 18 me mudei pra SP pra estudar e morar sozinha, e apesar de crescer muito (principalmente mentalmente) quando ia pro interior eu já não conseguia me identificar com as amigas. Pequenas coisas que antes pra mim provavelmente eram normais mas agora pareciam ditas por crianças de 13 anos. Também nunca fui de beber, apesar de pedir um drink quando saio com os amigos que bebem cerveja.
Kisses

Danny disse...

Lindo texto! E sempre acontece isso .. Quando eu tinha uns 12 anos, sonhava eu ser adulto, trabalhar, tem meus 18 anos .. e minha mãe sempre me aconselhando para eu curtir bastante minha fase, e eu seguir os concelhos da minha mamãe, graças a Deus viu, por que o tempo correu, hoje sou adulto, e o que mais queria era ser criança de novo.

Beijoos

http://destinoincertoo.blogspot.com/

Thiffany Fontes disse...

Pois é, quando fico aniversário, fico tão triste por lembrar que não vou voltar mais a ter aquela idade de volta, o tempo é único, aproveita enquanto pode !
#Seguindo
Beijinhos,
http://seguindoaluzdalua.blogspot.com.br/

Beth Mágala Vasconcelos disse...

Olá Kassya.
Adorei seu blog!
Seguindo!
Bjinhus.
www.newb-vida.blogspot.com.br

Postar um comentário

Leia o post antes de comentar. Obg e volte sempre ;)

Receba os post por Email

Visitas