quarta-feira, 26 de junho de 2013


Epifania, mil vezes epifania

14

Mãos tremulas. Olhos lagrimejando, euforia. Borboletas na barriga. To viva novamente. Sabe quanto me custou a rir novamente feito uma desvairada? Quanto sofri com tua ausência, sem se quer noticias tuas? Custou-me... Aliás, não é disso que eu quero lhe falar, quero lhe contar de como pude sentir o pulsar do meu coração forte novamente, pude até ouvir as batidas, e não é exagero meu.

Meu riso estava amarelado e hoje pude expandir o brilho. Esperei que o tempo trouxesse de volta esse sorriso, riso esse que eu havia enterrado, que você havia levado. Então pude gritar de alegria, mas ninguém podia me ouvir, porque eu gritava dentro de mim, eu estava te sentido novamente.
O céu tomou de volta a cor dos teus olhos e eu ainda sou teu número da sorte, pensando bem sou o nosso número da sorte. Não foi um sonho, muito menos loucura minha. Era você renascendo em mim. Essa alegria se congelara em minha face, dormir e acordei com ela estampada, tudo fazia sentido, o arco-íris até uma nova cor ganhou.

Perguntavam-me “porque essa alegria toda?” Eu respondi - longa história. Era nossa história ou minha história? Eu estava em êxtase, era um conjunto de dados que eu tinha que assimilar. Agora só falta mais um pedaço seu e enquanto esse pedaço não chega fico aqui pulsando até você chegar, até que eu perca as palavras e todos seus encantos. Temos que recuperar o tempo perdido, deixar que no inverno nossos beijos sejam molhados pela chuva, ficar esperando o verão chegar e com paciência ver flores florir e no outono ficar até a última folha cair. 
  Tenho novamente você perto de mim.



Texto tbm foi publicado no blog AssinadoDuda



14 comentários:

Carolina Lima disse...

Sensação linda quando tem alguém que a gente ame perto e a gente ter a certeza disso. São efeitos colaterais. HAHA
Vc escreve muito, nem preciso repetir!
beijos
http://oicarolina.wordpress.com/

Jessiiiih =) disse...

vim te convidar para passar no meu cantinho
http://umagarotacitouu.blogspot.com.br/

Denise Martins disse...

Sensação inigualável! Amei o texto!

Beijos
http://vivendosemprada.blogspot.com.br/

David Costa disse...

Ótima sensação essa que a gente tem quando tem alguém que nos ame por perto ><

David - Leitor Compulsivo

Luciana de Oliveira disse...

tem facebook flor????

http://lucianarodriguesrg.blogspot.com.br/

Kassya Araújo disse...

Obrigada gente pelos cometários, Luciana tenho face sim, me manda uma msg na pág do blog que eu te adc no meu face :)

Thami disse...

Adorei o texto e me identifiquei no começo, só falta o final acontecer da mesma forma também, haha.

xx,
www.likeparadise.com.br

Lulu on the Sky disse...

Que texto lindo!
Big Beijos
Lulu
http://luluonthesky.blogspot.com.br

Obs: Já se inscreveu no nosso sorteio ?

Juliana Guedes disse...

Que texto lindo, amei
beijos

Mafalda Sofia Antunes disse...

O texto é super maravilhoso!! Beijinhos e fica com deus!! http://mafaldinhaarte.blogspot.pt

Maressa de Sousa disse...

Quem nao gosta de um friozinho na barriga? Quem nao gosta de se apaixonar nao é mesmo? Tem horas que essa alegria boba ultrapassa nossa vontade e exala por todos os poros, nao tem jeito! rs
Muito bacana teu texto :D

(desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

Camilla Gomes disse...

Adorei o texto e a música escolhida. *-* Muito lindo! hehe beijos, http://distanciacerta.blogspot.com.br

Marcelle Monteiro disse...

Kassya, essa é a primeira vez que visito o seu blog e amei o seu texto. Eu posso postar ele no meu blog? Mas, se você deixar eu postar, vou por o link daqui é claro.
http://doisquintos.blogspot.com.br/

Kassya Araújo disse...

Colocando os créditos... Sinta-se a vontade :)

Postar um comentário

Leia o post antes de comentar. Obg e volte sempre ;)

Receba os post por Email

Visitas