sexta-feira, 7 de junho de 2013


Ana, Aníssima

19
Oi suas lindas, esse ano tenho conhecido pessoas incríveis. Quando comecei a fazer curso no Senai (mencionei nesse post ), conheci a bibliotecária Ana, nas minhas idas a biblioteca do SESI, foi através dela que fiquei sabendo do concurso cultural ,enfim, ela é aquela que te faz calar a boca e ficar admirando suas palavras, ouvido seus textos e entrando no mundo  da imaginação.

Eu já falei várias vezes que as pessoas precisam lê os escritos dela, mas, ela teima em dizer que eles não são bons o suficiente. Ana virou leitora do blog e a sugeri que ela  aparecesse aqui no blog e  aqui nesse post ela vai falar um pouco sobre si, o mundo dos livros (o seu mundo) e também publicar alguns dos seus textos.


Oi, gente! Chamo-Me Ana Cleide Patrício, Nasci na cidade onde o sol nasce primeiro João Pessoa - Paraíba, sou bibliotecária documentalista formada pela UFPB, sou mãe de Pedro Henrique, amante dos livros, das letras e principalmente da vida. 

Tarefa um tanto difícil falar de si mesmo ou da profissão que abraçamos com ideal de vida, afinal quando fazemos um juramento ao nos formarmos em algo nessa vida de meu Deus, temos que levar a sério e é que tenho buscado fazer, cumprir meu papel na sociedade despertando nos leitores o prazer de utilizar a biblioteca como hábito cotidiano, prazeroso e divertido. 

Ser bibliotecária não é algo simples como muitos pensam, além de quase sempre termos que explicar o próprio nome Biblioteconomia e documentação temos que costumeiramente repeti-lo, por que sempre aparece alguém que irá indagar com o famoso bordão Biblio o que? Conhecido por grande parte dos meus colegas de profissão Kkkkkkkk. E aí vem aquela longa explicação sobre os nossos anos de estudo. Ser bibliotecário é está conectado com o mundo de informações que permeiam o planeta, é ser ponte entre o leitor e a informação, ser bibliotecário é antes de tudo ser criativo, ter técnica, habilidades, ser gestor informacional, cidadão e um biblioeducador. Vejo o leitor-usuário como um alvo a ser atingido e por isso buscamos um bom atendimento e treino meu auxiliares para fazer o mesmo e isso tem surtido um grande efeito, atendimento é tudo.

Temos um público muito bom e atuante, fico feliz cada vez que vejo a biblioteca cheia eu até exclamo “O nosso jardim está florido hoje!” e foi num desses dias de movimento que conheci a querida Kassya, estava divulgando um concurso literário e eis quem aceita a participar? Ela mesma a menina que sorrir com os olhos! O professor de Português da Nossa Instituição e grande colaborador avaliou vários textos e a mesma tornou-se vencedora no nosso concurso e desse dia em diante além de uma usuária da biblioteca criamos um relacionamento de amizade, onde vi a possibilidade de trocas maravilhosas, visto que os escritos da Borboleta Social arrasam e assim tive coragem de apresentar não só a ela como a vocês os meus textos que carinhosamente chamo de Meus escritos, não sou escritora mas gosto de escrever a beça, não sou mais menina na idade mas, sou na vida, me acho divertida e romântica e vim aqui para compartilhar alguns dos meus escritos espero que gostem.

                                                               Beijo na testa



Faltou o beijo na testa

Seguido do seu cuide-se.

Fique com Deus
Eu sei que você é a Fênix e Você conseguirá
Serei seu amigo
Se precisar pode contar comigo
Não vou te deixar sozinha
Sei que é difícil essa separação, mas seja forte.
Não chore querida, nem por mim nem por você.
Por todos os momentos que juntos compartilhamos
São Injustas as lágrimas
Numa história que nos fez gargalhar tantas vezes.
Foi o que eu queria ter escutado
Não foi assim.
Foi desonesto
Sem respeito
Faltou o beijo na testa
Sobrou o beijo de Judas.


Por que calamos?



Calamos porque já não podemos sentir tanto a ausência de algumas pessoas

Sofremos calada a dor do desamparo

Da falta de solidariedade
A dor da ingratidão
Calamos ao ouvir injustiças
Ainda assim clamamos por justiça
Mesmo que falha e tardia e em silêncio 
Direciono o clamor ao nosso senhor
Choramos por que o causador ou a causa não sente no coração a dor do outro
Choramos pela ausência de sentimentos e pela frieza das palavras que antes eram ditas do “coração”, mas no fundo eram apenas palavras ao vento.
São tantos porquês
Tentamos sorrir e seguir 
No coração a dor machuca e os olhos teimar em lagrimas
Eles choram mar de dores e desamores
Mar de traição e desamor
Choro pela angústia que sinto por saber que o amor de Deus
Leva luz nos lugares mais escuros 
Choro por ouvir que não aceita a luz de Jesus
Choro por preferir as trevas
Difícil ouvir isso por isso choro
Choro pela ausência repentina da minha vida
Choro pela palavra dita no teor da raiva que sentes no coração
Choro por ver em você a falta de sentimentos de amor e até mesmo de compaixão
Choro por saber que usas a desculpa que espíritos guiados pelo inimigo te orientam a me abandonar
Choro por saber que não permites ser iluminado pelo amor de Jesus Cristo salvador preferindo as sombras
Choro por mim
Choro por você
Choro por minhas fraquezas e peço perdão por todas as injurias e ofensas que tem sido declarada a mim
Choro por ser verdadeira 
Sei que não devo chorar, pois tenho luz
Mas sei que essas lágrimas se transformarão em risos no tempo do senhor.
07 de novembro de 2012

Sintomas de paixão


A mesma que nos devassa
Que nos deixa sem personalidade
Mas a Noite foi especial
Saímos
Curtimos
Nos beijamos
Nos divertimos
Tão bom
Esperei tanto tempo por esse momentos
Foram tantas coisas
Pois é Foram
Hoje olho os cartões
São escritos de um momento bom
Acreditei demais
Acreditei Que eu era a vida que a vida te deu de presente
Por assim tu me dizias
Que você era o presente enviado dos céus
Direto pra mim
Sempre disse isso
Cartões
Apenas cartões
Alguns de aniversário
Outros de Feliz Natal escritos a próprio punho
“Sempre quis passar essas datas com alguém
Que bom que eu te encontrei, Feliz Natal!”
Lembranças
De um passado mentiroso
Lembranças de um passado
Que Passou
Que bom!



Simplesmente Ana.

19 comentários:

Rebeca B. disse...

Poxa, eu amei! Post super diferente, e esses poemas? anwwwww *u*

http://conectadas2.blogspot.com.br/

Carolina Lima disse...

Aaaah, então ela é minha futura colega de profissão! Vou fazer Biblioteconomia, minhas aulas começam em outubro na UFPE. E claro, as vezes cansa o clássico "Biblio oq?", mas tudo bem.
beijos
http://oicarolina.wordpress.com

Aníssima disse...

Que carinho Kassya, eu simplesmente amei.
Aproveito para divulgar meus escritos que estão no http://www.texton.com.br para apreciação e críticas.
Bibliobeijão carinhoso

Brubs. disse...

Ahhh! Que legal, já pensei fazer Biblioteconomia, na verdade estou em dúvida :)
Amei o poemas lindos!!
Brubs
Livros de Cabeceira
@IWannaRuffles

Ana Carolina Oliveira disse...

Nossa que lindos os textos! Não conhecia ela, adorei

Beijinhos, Garota Inocente

Simone Souza disse...

Muito legal conhecer um pouco da Ana!!! Ser bibliotecária não é fácil! *o*

Obrigada por comentar no meu blog!
http://lookdasimone.blogspot.com.br
=*

Camila Barela disse...

Olá, tudo bem com você?! Estou dando uma passadinha aqui para avisar de um sorteio que está rolando lá no Blog, serão sorteados um lindo colar dourado de Spikes com pedrinhas e um anel dourado com duas caveirinhas! Para participar clique aqui! Obrigada pela a sua atenção e tenha um bom dia! Beijos =)

Blog Milla's World | Facebook | Youtube

Cássia Vicentin disse...

Adorei conhecer a Ana! Ela deveria escrever mais vezes aqui no blog. Não sabia que você venceu o concurso, então te parabenizo agora (meio atrasado, eu acho).

Beijos
www.procurei-em-sonhos.com

Suzana disse...

Que escritos lindos! Eu fiquei emocionada com o primeiro, não sei por que :')

Adolecentro

Informação em cena disse...

A Ana Cleide é uma amiga muito especial.
A nossa amizade nasceu nos muros da universidade, porém extrapolou este espaço. Somos amiga na vida, na alegria, na tristeza, em tudo!
Como é bom vê-la aqui neste Blog compartilhando o seu amor e dedicação pela profissão bibliotecária.
Ela tem todas as qualidades de uma excelente profissional da informação.
Comparo-a a personagem dos quadrinho Mafalda. Sempre questionadora, inquieta.... etc.
Finalizo maravilhada por seus escritos.
Continue nos brindando com suas palavras e reflexões.
Sucesso, amiga!

Aninha Borges disse...

Prazer Ana, muito legal o post!

Adorável Tédio | Fã Page

Thami disse...

Que lindos os textos dela! Realmente ela deveria publicar algum dia, sabe? Virar um livro, pois eu com certeza leria pois ela escreve muito bem!

Xx
www.likeparadise.com.br

Larissa disse...

Ela parece ser demaaaaaaaaaaaais. Kassya, tu é uma sortuda. Conheço poucas pessoas assim, por isso que cuido muito delas. A Ana parece ser um amor. Adorei ela e o texto. s2

Beijão, Lari.♥
Vitamina de Pimenta
@laricrazy_

Natty ♥ disse...

Ahh, que legal!
Adorei esse post. (:
bjs!
contornoperfeito.blogspot.com.br

Keith Pappen disse...

Ótimo post. Beijão <3

www.detalhesamor.blogspot.com

Ela Oliveira disse...

Oi,
Gostei bastante de saber mais sobre a Ana e sobre os seus escritos(ela deveria publicar esse material-é perfeito).

Páginas Em Preto

Beijos

Iasmin Cruz disse...

Que linda, ela escreve super bem e adorei conhecê-la.

http://iasmincruz.blogspot.com.br/

Aníssima disse...

http://www.texton.com.br/perfil/anabiblio

Aníssima disse...

Amadas amei todos os comentários, fico feliz que tenham gostado dos meus escritos, sou amadora mas amo expressar meus sentimentos em palavras, estou disponibilizando alguns textos no http://www.texton.com.br/perfil/anabiblio
Confiram lá.
Brubs, Ana Carolina, Simone Souza, Camila Barela,Cássia,Suzana,Informação em cena (amiga e irmão Lu),Aninha Borges, Thami, Laryssa, Nathy, Keith, Ela Oliveira, Iasmin Cruz um Bibliobeijo bem carinhoso.

Postar um comentário

Leia o post antes de comentar. Obg e volte sempre ;)

Receba os post por Email

Visitas