sábado, 7 de abril de 2012


Condescendente

4

































Tenho dificuldade em acreditar nas pessoas, mas eu queria muito contar tudo que sei, só para aliviar um pouco minha mente, desenrolar um pouco minha vida e esses caminhos que me levam a uma encruzilhada. Só queria que alguém aparecesse e me tirasse de tudo isso ou tirasse tudo isso de mim, mas para isso acontecer eu preciso confiar em alguém, mas eu minto até para o meu próprio diário. Passei anos enganando os que em mim acreditava, talvez alguém fosse bastante confiável para me entender ou louco o suficiente para esquecer, mas só talvez. Tenho medo de confiar, tenho medo. Porque ninguém vê meus olhos aflitos? Porque ninguém não vê que estou... Não, não preciso confiar, o que preciso é simplesmente de um papel, caneta e uma gaveta com cadeado.

“Ela era muito contraditória, queria ser coerente, mas só conseguia ser condescendente..."


4 comentários:

Ayala disse...

Seguindo *-*
amei!
xoxo'

http://hangercheap.blogspot.com.br

Escritora de Artes disse...

Gostei do seu pensamento, deve ter algum motivo que a faz desconfiar de tudo e de todos, só vc tem a resposta!

Obrigada pela visita, tenha uma boa páscoa, por aqui fico!

Saudaçoes

Patricia Galis disse...

Muito bom o post, eu já menti para mim mesma, tentando viver uma situação que não existia, é muito complicado, me vi nesse texto. Mas hoje consegui inverter a situação, ainda bem, rsrs uma boa páscoa a ti e td sua família.

Marli Carmen disse...

Adorei o post...algo que muito se identificam...bks

Postar um comentário

Leia o post antes de comentar. Obg e volte sempre ;)

Receba os post por Email

Visitas