sábado, 24 de março de 2012


A hora da estrela

0
Hoje pela manhã eu encontrei em meio da minha bagunça uma redação sobre o livro  A Hora da Estrela de Clarice Lispector, decidi então compartilhar com vocês, afinal é uma obra que cai bastante em vestibular.



Clarice Lispector publicou o livro A Hora da Estrela pouco antes de sua morte em 1977, o romance conta a história e as desventuras de uma moça chamada Macabéia, a mesma levava uma vida monótona, leiga de tudo e principalmente de sua existência. 

Porém a obra também relata a realidade brasileira, quando a Macabéia sai do nordeste para o Rio de Janeiro tentando escapar da miséria, do subdesenvolvimento e da seca consequentivamente, bem como a própria Clarice citou em sua última entrevista “... é sobre uma inocência pisada, de uma miséria anônima”. 

Além disso, podemos perceber em sua obra características do Modernismo como, o uso de metalinguagem, regionalismo que é da terceira geração ou geração 45, que introduzia em nossa literatura novas técnicas e formas de expressão tanto na temática como na estrutura narrativa. Quanto à narração observa-se que não importa a sequência de início, meio e fim, chamado tem psicológico. 
Em virtude do que já foi mencionado podemos perceber que Clarice Lispector foi de grande importância para o Modernismo deixando o seu legado para as demais gerações.

Se preferirem   Comprar o livroBaixar o livro ou baixem o filme

Entrevista Clarice Lispector - Parte 1 

                                       
Entrevista Clarice Lispector - Parte 2

                                       
Entrevista Clarice Lispector - Parte 3

                                      
Entrevista Clarice Lispector - Parte  4

Segundo o site claricelispector  "Ao mesmo tempo que ousava desvelar as profundezas de sua alma em seus escritos, Clarice Lispector costumava evitar declarações excessivamente íntimas nas entrevistas que concedia, tendo afirmado mais de uma vez que jamais escreveria uma autobiografia. Contudo, nas crônicas que publicou no Jornal do Brasil entre 1967 e 1973, deixou escapar de tempos em tempos confissões que, devidamente pinçadas, permitem compor um auto-retrato bastante acurado, ainda que parcial. Isto porque Clarice por inteiro só os verdadeiramente íntimos conheceram e, ainda assim, com detalhes ciosamente protegidos por zonas de sombra. A verdade é que a escritora, que reconhecia com espanto ser um mistério para si mesma, continuará sendo um mistério para seus admiradores, ainda que os textos confessionais aqui coligidos possibilitem reveladores vislumbres de sua densa personalidade "
Mais informações a respeito da escritora

0 comentários:

Postar um comentário

Leia o post antes de comentar. Obg e volte sempre ;)

Receba os post por Email

Visitas